Estação Ecológica de Samuel

Área 71.060,70ha.
Document area Lei - 763 - 29/12/1997
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Ano de criação 1989
Grupo Proteção Integral
Instância responsável Estadual

Mapa

Municípios

Município(s) no(s) qual(is) incide a Unidade de Conservação e algumas de suas características

Municípios - ESEC de Samuel

# UF Município População (IBGE 2018) População não urbana (IBGE 2010) População urbana (IBGE 2010) Área do Município (ha) (IBGE 2017) Área da UC no município (ha) Área da UC no município (%)
1 RO Candeias do Jamari 25.983 6.893 12.886 684.386,80 54.570,62
76,45 %
2 RO Itapuã do Oeste 10.272 3.344 5.222 408.158,00 16.809,14
23,55 %

Ambiente

Fitofisionomia

Fitofisionomia (cursos d'água excluídos) % na UC
Floresta Ombrófila Aberta 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Hidrográfica % na UC
Madeira 100,00

Biomas

Bioma % na UC
Amazônia 100,00

Gestão

  • Órgão Gestor: (SEDAM) Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental
  • Tipo de Conselho: Consultivo
  • Ano de criação : 2017

Documentos Jurídicos

Documentos Jurídicos - ESEC de Samuel

Tipo de documento Número Ação do documento Data do documento Data de Publicação Observação Download
Decreto 4.247 Criação 18/07/1989 18/07/1989 Cria a Estação Ecológica de Samuel, no município de Porto Velho, com área de 20.865 hectares.  
Lei 763 Alteração de limites 29/12/1997 29/12/1997 Define os limites da Estação Ecológica de Samuel, localizada no Município de Candeias do Jamari, e dá outras providências. A área da Estação Ecológica de Samuel perfaz um total de 71.060,7232 hectares.  
Portaria 307 Comunicação 16/11/2016 18/11/2016 Fica instituída a Logomarca da Estação Ecológica de Samuel  
Decreto 22.268 Conselho 11/09/2017 11/09/2017 Dispõe sobre a criação do Conselho Consultivo da Estação Ecológica de Samuel e dá outras providências.  

Documentos de gestão - ESEC de Samuel

Tipo de plano Ano de aprovação Fase Observação
Plano de manejo 2015 Em elaboração http://www.sedam.ro.gov.br/index.php/ultimas-noticias/527-reuniao-discute-plano-de-manejo-da-esec-samuel
Plano de manejo 2017 Aprovado

Sobreposições

Conheça as sobreposições entre a Unidade de Conservação com outras Áreas Protegidas.

Área Protegida Área sobreposta à UC (ha) Porcentagem da sobreposição
FLOREX Rio Preto-Jacundá 60.235,00 ha 84,39%

Não há informações no mapa sobre UCs sobrepostas que não se enquadram no SNUC (Sistema Nacional de Unidade de Conservação).

Características

A Estação Ecológica Samuel, situada nos municípios de Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste, possui uma área de aproximadamente 71 mil hectares e foi criada em 18 de julho de 1989 pelo Decreto no 4.247. O objetivo geral da ESEC é preservar a natureza e realizar pesquisas científicas. Os objetivos específicos de manejo são pesquisas básicas aplicadas à ecologia e à proteção total do ambiente natural, desenvolvimento de trabalho e educação ambiental/conservacionista.

A UC possui Plano de Manejo, aprovado em 2017. Também possui Conselho Consultivo, aprovado em 2017. Ela é gerida pela Coordenadoria de Unidades de Conservação-CUC/SEDAM.

A ESEC é de grande importância por manter e preservar os biomas e ecossistemas: Amazônia - Floresta Ombrófila Aberta Submontana, manchas de Floresta Ombrófila Aberta de Terras Baixas e Formações Pioneiras Aluviais.

Dentre os principais conflitos presentes na UC, pode-se destacar: invasão, corte seletivo, caça e pesca ilegais.

Referências
1. Pressões e ameaças nas unidades de conservação estaduais de Rondônia / [organização Ivaneide Bandeira Cardozo [et al.]. --São Paulo: ISA - Instituto Socioambiental ; Porto Velho, RO ; Kanindé ; Associação de Defesa Etnoambiental, 2017.

Contato

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM/RO
Estrada do Santo Antônio, n° 5323 - Triângulo
CEP: 76805-810 - Porto Velho - RO
Tel/Fax: (69) 3216-1059 / (69) 3216-1045 / (69) 3216-1084

Notícias

Total de 9 notícias sobre a área protegida ESEC de Samuel no banco de dados RSS

Ver todas as notícias dessa área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.